segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Pedra mole em água dura – Paula Barreto


A videoarte é uma forma de expressão artística que utiliza a tecnologia do vídeo em artes visuais. Os recursos possibilitados pelo vídeo são exploarados com o intuito de surpreender o espectador e fazer com que este goze de uma experiencia estética singular. Esta definição cabe muito bem ao vídeo “Pedra mole em água dura”, dirigido por Paula Barreto e que alcançou o terceiro lugar na mostra competitiva do 4° Vivo arte.mov 2009 - Festival Internacional de Arte em Mídias Móveis. De forma bastante surpreendente, a diretora se utiliza da exploração de texturas para criar um efeito inesperado entre seus expectadores. O vídeo mostra uma silhueta humana, em forma de sombra, que insiste em jogar uma pedra sobre a superfície de um espelho d’água. Ao arremessar a pedra, esta bate no espelho d’água e volta à mão do arremessador, que após algumas tentativas consegue finalmente fazer com que esta afunde nas águas. A partir deste mote bem simples, Paula consegue brincar com as texturas e com a expectativa de quem assiste ao vídeo.


Devo admitir que este vídeo me agradou em todos os aspectos, a começar pelo próprio nome. Quem faz uma leitura rápida e desatenta, nem percebe a inversão dos valores em jogo. O velho e tradicional ditado ganha uma nova roupagem, uma nova significação e principalmente uma provocação: Como assim Pedra mole e água dura? Outro ponto que deve ser bastante elogiado é a maestria com que a diretora trabalha a questão da textura da água durante o vídeo. De forma bastante original, Paula brinca com nossa percepção e nos confunde o tempo inteiro. Faz parecer que o espelho d’água, apesar de sua textura liquida, que é mantida, passe a impressão de ser uma superfície dura, a partir do uso de efeitos sonoros e visuais possibilitados pelo vídeo. As cores também foram muito bem exploradas. O azul-piscina que estoura o vídeo dá uma sensação de leveza e suavidade peculiar. A verdade é que a partir de uma idéia muito simples e bem executada e através de um filme mais simples ainda, e que explora e inverte os valores do tradicional ditado “Água mole pedra dura, tanto bate até que fura” de uma forma bastante peculiar e criativa, Paula Barreto alcança o verdadeiro intuito do Vídeo arte. Muito Bom.



Link para o vídeo:



http://www.youtube.com/watch?v=pzsLgsr_mhE


Nenhum comentário:

Postar um comentário